Maceió levará ao governo federal relatório de impactos de mina da Braskem, diz prefeito

Geral
Tipografia
  • Pequenina Pequena Media Grande Gigante
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
O prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PL), disse há pouco que o poder público municipal está fazendo um levantamento sobre os impactos do afundamento da mina 18 da Braskem no bairro do Mutange, na capital aloagoana, que pode romper a qualquer momento. O boletim da Defesa Civil divulgado hoje às 9h informava que o movimento do solo nas últimas 24 horas foi de 10,8 centímetros.

Em entrevista à CNN Brasil, o prefeito disse que enviará o levantamento ao governo federal porque vai precisar da ajuda da União para reconstruir as casas do bairro cujas estruturas foram danificadas. Caldas disse que já destacou R$ 10 milhões "para fazer frente "às necessidades de urgentes na cidade de Maceió.

"Estamos também sofrendo com o déficit habitacional que foi catapultado com toda a demanda que estamos vivendo agora. Conversei com o presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) em relação a isso, para podermos viabilizar uma Medida Provisória", disse acrescentando que isso já aconteceu em 2010, quando ocorreu as enchentes em Alagoas.

À época, destacou o ministro, o governo federal, comandando pelo presidente Lula ajudou na reconstrução de 19 mil moradias. "Essa estratégia funcionou bem e as cidades um total de 22 puderam se reerguer", disse.

O prefeito disse também que já foram arrecadadas 15 mil cestas básicas para as famílias que foram removidas de suas casas por conta do risco de colapso da mina, 5 mil quilos de kits de higiene pessoal, 3 mil kits de limpeza, 5 mil colchões, 20 mil garrafas de água, contratação de aeronaves e aquisição de coletes salva-vidas.

Em entrevista à GloboNews, o coordenador-geral da Defesa Civil de Maceió, Abelardo Nobre, há pouco afirmou que o processo de afundamento na mina da Braskem é "irreversível". "Agora precisamos aguardar para ver o que vai acontecer. Pode haver uma estabilização ou um rompimento de vez", disse. Nobre lembrou ainda que os trabalhos de fechamento das minas vizinhas à mina 18 seguem interrompidos por falta de segurança aos trabalhadores.

Em outra categoria

Rafa Kalimann, atualmente no elenco da novela Família É Tudo, publicou um desabafo em seu perfil no Instagram na noite deste sábado, 25, falando sobre boatos de que supostamente teria dificuldade em decorar textos e até que atrasaria a rotina de gravações.

A atriz não identificou o alvo de suas críticas, mas chamou os rumores de "narrativas criadas por pessoas irresponsáveis que querem seus likes e engajamento", e pediu: "Respeitem a mim, ao meu processo, aos meus colegas de trabalho. Não criem mentiras em relação a eles, não merecem isso."

"De mentira em mentira, verdades são criadas, e vocês nem ficam sabendo o que é verdade e o que não é. Venho fazer esse vídeo porque envolve meu trabalho, que é o que ha de mais sagrado pra mim: entrega, disciplina... É notório até para quem não me acompanha o quanto sou dedicada", disse a atriz.

Em seguida, Rafa Kalimann destacou que o momento difícil pelo qual passa, tendo sofrido um aborto recentemente, "não foi respeitado", e agradeceu o apoio de colegas no set de filmagem.

"É inadmissível para mim que inventem qualquer mentira sobre meu trabalho, minha disciplina e as pessoas que me deram apoio nesse momento que tanto precisei", concluiu.

Quais as melhores séries de 2024 para assistir no streaming até agora? O site Rotten Tomatoes divulga frequentemente uma lista com as melhores produções do ano. Confira a seguir a lista com as 5 melhores séries lançadas neste ano.

*A primeira colocação no site pertence à série Girls5Eva (Netflix). Porém, como foi lançada em 2021, e conta apenas com uma nova temporada em 2024, não foi considerada nesta lista, que prioriza produções que fizeram sua estreia entre janeiro e maio deste ano.

1ª - Bebê Rena (Netflix)

Baseada em fatos reais, a série tem início quando o barman de um pub britânico é gentil e dá atenção a uma cliente nova e solitária chamada Marta Scott. Ele não esperava, porém, que ela se transformaria em uma stalker obsessiva que lhe envia centenas de e-mails diariamente, além de persegui-lo com ataques de ciúmes.

2.ª - Xógum - A Gloriosa Saga do Japão (Star+ e Disney+)

Produzida e protagonizada por Hiroyuki Sanada, Xógum é ambientada no Japão dos anos 1600, no início de uma guerra civil, e acompanha o Lorde Yoshii Toranaga, que precisa lutar pela vida quando seus inimigos do Conselho de Regentes se unem contra ele.

A situação fica ainda mais complexa quando um navio europeu misterioso é encontrado encalhado em um vilarejo de pescadores próximo. Trata-se da segunda adaptação do livro do autor australiano James Clavell para as telas, que já teve um filme homônimo em 1980.

3.ª - X-Men 97' (Disney+)

A série é uma continuação da animação que fez sucesso nos anos 1990, resgatando o espírito da versão anterior, seja nos traços dos personagens, nos frames por segundo da tela, na dublagem e no tempo de cada episódio (todos curtos, com 30 minutos de duração).

Em tempos de nostalgia em alta, Marvel fez bem em resgatar um queridinho dos fãs. Melhor ainda em evitar um remake e realmente desenvolver a história a partir do narrativa deixada lá atrás.

4.ª - Mary & George (Indisponível no Brasil)

Protagonizada por Julianne Moore e Nicholas Galitzine, a produção britânica foi lançada pela Sky Atlantic e posteriormente exibida pelo streaming Starz nos Estados Unidos, mas ainda não chegou ao Brasil. Os episódios são baseados no livro The King's Assassin (2017), escrito por Bejamin Woolley, que fala sobre homossexualidade e um plano secreto para matar o rei Jaime, do Reino Unido, por volta do fim do século 16.

5ª - Um Pesadelo Americano (Netflix)

Dividido em três partes, o documentário aborda a história real do fisioterapeuta Aaron Quinn e sua namorada Denise Huskins, que, em 2015, foi sequestrada por dois homens em sua casa. Aaron foi considerado suspeito de forjar o sequestro, e ambos tiveram que enfrentar a polícia local para provar que foram vítimas de um crime real.

Roque, icônico assistente de palco dos programas de Silvio Santos, no SBT, recebeu alta do hospital em que estava internado na última sexta, 24. Neste sábado, 25, sua mulher, Janilda Nogueira, publicou vídeos em que ele aparece em casa, incluindo um em que ironiza uma postagem que dizia que teria morrido.

Nele, o artista aparece e lê uma postagem que diz: "Morre, aos 87 anos, Roque, assistente de palco de Silvio Santos". Em seguida, abre um sorriso e brinca com a situação: "Eu morri! [Risos]". Em outra postagem, aparece brincando com o papagaio da família, Vicente.

Roque havia sido internado no hospital Santa Elisa, em Jundiaí, no interior de São Paulo, após um sangramento intracraniano no último sábado, 18. Na quarta, 22, recebeu alta da UTI [Unidade de Terapia Intensiva], e na sexta, 24, alta em definitivo do hospital para ir para casa.