Assassino de Chico Mendes presidia PL de cidade do PA

Política
Tipografia
  • Pequenina Pequena Media Grande Gigante
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, mandou afastar Darci Alves Pereira da presidência do diretório municipal da legenda em Medicilândia, no interior do Pará. Darci confessou ter assassinado o ambientalista e seringueiro Chico Mendes com tiros de escopeta em 1988. Ele foi condenado pelo crime e atualmente se apresenta nas redes sociais como "Pastor Daniel", pré-candidato a vereador no município. Valdemar tomou a decisão após o assunto vir à tona nesta terça-feira, 27.

 

Darci tomou posse no diretório do PL de Medicilândia no dia 26 de janeiro. Sua participação na sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) foi revelada pelo jornal ECO e confirmada pelo Estadão.

 

Em nota enviada à imprensa, Valdemar afirmou que mandou o presidente do PL paraense, o deputado federal Éder Mauro, destituir Darci do comando da sigla em Medicilândia. O dirigente disse também que descobriu pela imprensa o fato de o assassino confesso de Chico Mendes presidir o diretório municipal.

 

"Gostaria de esclarecer que não tinha conhecimento de que Darci Alves Pereira, que assumiu recentemente a presidência do PL de Medicilândia, no interior do Pará, é o mesmo indivíduo acusado do assassinato do ambientalista Chico Mendes. Agradeço à imprensa por trazer ao nosso conhecimento esse importante fato", disse Valdemar.

 

Posse

 

O mandato de Darci como presidente do PL de Medicilândia era de um ano e começou a ter vigência em novembro, embora a cerimônia de posse tenha ocorrido só em janeiro deste ano. No evento, que foi realizado na Câmara Municipal da cidade, ele foi prestigiado pelo deputado estadual Rogério Barra (PL-PA), secretário executivo do diretório estadual da sigla.

 

Em uma postagem no dia da posse no PL de Medicilândia, ele conclamou os moradores a se filiar ao partido do ex-presidente Bolsonaro e disse que a cerimônia reuniu "patriotas".

 

Medicilândia fica no sudoeste do Pará, a 900 quilômetros de Belém. Segundo estimativas feitas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2020, a cidade tem 31.975 habitantes. O Estadão procurou Darci Alves Pereira e o PL de Medicilândia, mas não obteve resposta.

 

Crime

 

Em 22 de dezembro de 1988, Darci e seu pai, o fazendeiro Darly Alves da Silva, participaram do assassinato de Francisco Alves Mendes Filho, mais conhecido como Chico Mendes, em Xapuri, no Acre. O ambientalista, que era ameaçado de morte por causa do seu ativismo na defesa dos seringueiros, foi atingido por tiros de escopeta dentro de casa.

 

Darci admitiu que foi o responsável pelos disparos, enquanto que Darly, que era um grileiro de terras da região de Xapuri, foi o mandante do crime. Em 1990, os dois foram condenados a 19 anos de prisão. Eles chegaram a fugir da cadeia em 1993, mas foram recapturados em 1996.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Em outra categoria

O deputado democrata Jim Clyburn declarou apoio à vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, como candidata à presidência pelo partido. Clyburn tem credito por ter sido decisivo durante as primárias de 2020, quando endossou a candidatura de Biden e o ajudou a vencer na Carolina do Sul, depois de uma sequência de derrotas.

Em comunicado neste domingo, 21, após Biden desistir da reeleição, Clyburn exaltou o presidente e a agenda econômica dos últimos quatro anos. "Eu ecoo o bom julgamento que Biden demonstrou ao selecionar a vice-presidente Harris para liderar esta nação junto com ele, e estou orgulhoso em segui-lo ao apoiar a candidatura de Harris para sucedê-lo como indicado do Partido Democrata", escreveu.

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, usou a rede social X (antigo Twitter) para declarar apoio à candidatura da vice-presidente dos Estados Unidos Kamala Harris após o atual presidente, Joe Biden, desistir nesse domingo, 21, de tentar a reeleição pelo Partido Democrata.

O nome de Newsom estava sendo ventilado como um possível candidato à corrida pela Casa Branca, mas com Biden fora da jogada e seu apoio declarado a Harris, os rumores perderam força.

"Com a nossa democracia e o nosso futuro em jogo, ninguém é melhor para enfrentar a visão sombria de Donald Trump e guiar o nosso país numa direção mais saudável do que a vice-presidente dos EUA, @KamalaHarris", escreveu Newsom em seu perfil. O governador também chamou Harris de "destemida", "durona" e "persistente".

Candidato independente à presidência dos Estados Unidos, Robert Kennedy Jr. exortou o Partido Democrata a adotar um sistema "neutro" e "aberto" para escolher o sucessor do presidente americano, Joe Biden, que desistiu de buscar a reeleição neste domingo, dia 21.

Em publicação no X (antigo Twitter), Kennedy Jr. elogiou Biden pela decisão, mas acusou os democratas de tentarem esconder o real estado de saúde do presidente. Segundo ele, os americanos agora temem que o partido manipule o processo para nomear a "imensamente impopular" vice-presidente Kamala Harris à cabeça da chapa. "Apelo ao Partido Democrata para que retome seu compromisso tradicional com a democracia e exemplifique-o com um processo aberto", escreveu.

Mais cedo, o presidente do Comitê Nacional Democrata, Jamie Harrison, já havia informado que a legenda usará um procedimento "transparente e ordenado" para escolher um novo candidato à disputa com o republicano Donald Trump.