O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, destacou o papel da polícia militar na melhoria dos indicadores da segurança pública no País e afirmou que a pauta da segurança sempre será uma das prioridades do Parlamento. Maia participou terça-feira (4) da abertura da exposição que destaca o trabalho das polícias militares no País.

A exposição sobre as PMs foi elaborada após a polêmica exposição sobre o Dia da Consciência Negra (20 de novembro), que foi considerada ofensiva por diversos deputados ligados a corporações policiais.

Em novembro do ano passado, logo após a inauguração dessa mostra na Câmara dos Deputados, uma placa com uma charge do cartunista Carlos Latuff que retrata um jovem negro algemado e um policial armado foi retirada e quebrada por um parlamentar.

A placa citava o Atlas da Violência, editado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O estudo aponta que homens jovens e negros são o perfil mais frequente das vítimas de homicídio e da ação letal das polícias no Brasil.

“A exposição foi fruto de um desentendimento no ano passado e conseguimos mostrar que era apenas um conflito de opinião e que a solução seria uma exposição de valorização do papel da Polícia Militar no Brasil”, destacou o presidente Rodrigo Maia.

“Estamos sempre à disposição para dar espaço para que todas as representações importantes da sociedade se façam representadas”, reafirmou o presidente.