O secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, Gustavo Junqueira, disse nesta terça-feira, 11, em nota, que as perdas ocorridas na segunda-feira, 10, na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp) por causa das fortes chuvas "demonstram a urgência para a construção de um novo centro de abastecimento". Após o temporal que atingiu a capital paulista, provocando inundações, o entreposto, situado na zona oeste, está fechado para entrada e saída de mercadorias.

"Com o ocorrido ontem, fica ainda mais iminente a necessidade de mudança das atividades de entrepostagem de alimentos do centro expandido da capital, que tem sido conduzida em conjunto pelos governos federal, estadual e municipal, dando espaço e incentivando a atuação da iniciativa privada para a construção e operação de uma central de abastecimento mais moderna, qualificada e com melhores serviços e garantias para os produtores e consumidores", afirmou Junqueira. Aos consumidores, a pasta informou que as mercadorias afetadas pela água devem ser descartadas e incineradas.

A Ceagesp da Vila Leopoldina é a maior central de abastecimento da América Latina, com área de mais de 630 mil metros quadrados. Emprega mais de 30 mil pessoas e comercializa 3 milhões de toneladas de alimentos ao ano, com movimentação financeira de cerca de R$ 7,5 bilhões no período.