A NBA anunciou nesta sexta-feira mais uma ação de homenagem a Kobe Bryant, morto no último domingo, durante o All-Star Game, que será realizado no dia 16 de fevereiro, em Chicago. Os dois times de estrelas da liga americana de basquete vão usar uniformes com homenagens a Kobe, sua filha Gianna e as demais vítimas do acidente de helicóptero ocorrido em Calabasas, nas proximidades de Los Angeles.

Na partida festiva, da qual Kobe participou 18 vezes, os jogadores da equipe comandada por LeBron James vão usar em suas camisas o número dois, que Gianna utilizava em seu time - ela jogava pela academia de seu pai. Já a equipe que terá como capitão o grego Giannis Antetokounmpo jogará com o número 24 às costas. Durante sua trajetória de 20 anos no Los Angeles Lakers, Kobe usou primeiro o número oito, depois o 24.

Além disso, todos os jogadores do All-Star Game vão ostentar um distintivo com nove estrelas, referência ao número de vítimas da tragédia. O mesmo ocorrerá nos eventos que antecederão a partida: o jogo dos novatos, no dia 14, o desafio de habilidades, o concurso de arremessos de três pontos e o de enterradas, todos no dia 15.

Na quinta, a NBA anunciou um formato inovador para a partida de estrelas, também como uma forma de homenagem a Kobe Bryant. Cada um dos três primeiros quartos será uma espécie de minijogo, com o placar voltando a zero no fim. Já no quarto final, em que não haverá marcação de tempo, o vencedor será o time que alcançar uma pontuação que será a soma do total de pontos dos quartos anteriores e 24 - outra referência à camisa de Kobe.

Por exemplo, se o somatório dos três primeiros períodos for 100 a 95, a pontuação final prevista será de 124 pontos. A equipe com 100 pontos precisaria, então, marcar 24 pontos antes de o time com 95 pontos marcar 29, e vice-versa.

Em suas 18 participações no All-Star Game, Kobe foi eleito o MVP (jogador mais valioso) da partida em quatro edições: 2002, 2007, 2009 e 2011.