O América Mineiro estreou na Série B do Campeonato Brasileiro com vitória. Neste sábado à noite, no Estádio do Canindé, o time derrotou a Ponte Preta por 1 a 0. O jogo foi bastante trucando e o gol da vitória saiu num lance de pênalti duvidoso, no final do primeiro tempo.

Apresentando várias modificações em relação aos últimos jogos pelo Campeonato Paulista, a Ponte Preta mostrou dificuldades na troca de passes e uma boa dose de entrosamento. Melhor para o América, que manteve a base que chegou às semifinais do Campeonato Mineiro e se posicionou melhor em campo.

Mas o jogo foi de poucas alternativas, ficando centralizado e com muita marcação. O time mineiro teve sua melhor chance aos 30 minutos, numa bela jogada individual de Alê que passou por dois adversários e chutou forte. A bola explodiu na trave direita do goleiro Ivan, que saltou sem sucesso.

Aos 41 minutos, o árbitro Paulo Renato Moreira da Silva Coelho marcou pênalti duvidoso contra a Ponte Preta. Ele assinalou toque de mão de Apodi. Houve muita reclamação. Jogadores da Ponte afirmaram que o toque foi na barriga do atleta.

Na cobrança, o lateral esquerdo João Paulo chutou no canto esquerdo de Ivan que fez a defesa parcial. No rebote, o próprio João Paulo dividiu com Dawhan e empurrou para as redes aos 42 minutos.

A Ponte Preta voltou mais ativa no segundo tempo e teve um pênalti a seu favor aos 12 minutos, quando Zé Roberto foi empurrado por João Paulo. Na cobrança, o meia João Paulo deslocou o goleiro Airton, porém, a bola bateu na trave esquerda e voltou para o campo.

Depois disso, o jogo ficou truncado. A Ponte Preta ainda tentou ir ao ataque, porém, não se deu bem nas infiltrações e finalizou muito pouco. O América preferiu segurar a vantagem ao tentar ampliar. E não precisou de muito esforço para conseguir seus primeiros três pontos.

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 0 x 1 AMÉRICA-MG

PONTE PRETA - Ivan; Apodi, Wellington Carvalho, Rayan e Ernandes; Luis Oyama (Faye), Dawhan (Neto Moura), João Paulo e Camilo (Moisés); Bruno Rodrigues e Zé Roberto. Técnico: João Brigatti.

AMÉRICA-MG - Airton; Diego Ferreira, Messias, Eduardo Bauermann e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Alê (Lucas Luan); Matheusinho, Felipe Augusto (Léo Passos) e Vitão (Rickson). Técnico: Lisca.

GOL - João Paulo, aos 42 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Paulo Renato Moreira da Silva Coelho (RJ)

CARTÕES AMARELOS - Luis Oyma e Zé Roberto (Ponte Preta).

LOCAL - Estádio do Canindé, em São Paulo (SP).