As fortes chuvas no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, provocaram o adiamento da partida entre Vasco e Cabofriense, inicialmente marcada para às 21h30, para 11 horas da manhã desta sexta, em São Januário, pela quarta rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. O temporal castigou o bairro de São Cristóvão e queimou um transformador que abastecia o estádio e a região, fazendo com que a iluminação não fosse integralmente restabelecida.

Depois de muita indefinição com relação à realização ou não do duelo ainda nesta quinta-feira, o diretor de competições da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), Marcelo Viana, decidiu marcar o jogo para a manhã desta sexta. Há a possibilidade de portões fechados. Se não houver efetivo da Polícia Militar, não haverá público.

Em um primeiro momento, a organização optou por atrasar em meia hora o início da partida. Sem a resposta positiva da Light, empresa responsável pelo serviço de energia elétrica no Rio de Janeiro, o prazo foi esticado até 22h30. Minutos antes do combinado, testes foram feitos e a realização da partida chegou a ser confirmada.

Vasco e Cabofriense se enfrentariam às 23h05, em um horário inédito no futebol brasileiro, mas houve nova queda de luz e o duelo foi definitivamente adiado para as 11 horas desta sexta-feira. "Esperamos até quando foi possível. Agora, o bom senso prevaleceu. Partida está adiada", afirmou Marcelo Viana.

Antes da decisão definitiva pelo adiamento, o presidente do Vasco, Alexandre Campello, havia dito que o torcedor que não puder ir ao jogo nesta sexta-feira terá o dinheiro devolvido. "Vamos fazer a devolução dos ingressos a quem não puder vir amanhã (sexta). Bom lembrar que os torcedores estão fora do estádio por segurança. Foi uma orientação da polícia. Concordamos com isso porque fazer o acesso poderia colocá-los em risco", comentou.

O Vasco precisa vencer a Cabofriense para se manter com chances de classificação às semifinais da Taça Guanabara. Está na quarta colocação do Grupo B com quatro pontos, cinco a menos que Volta Redonda e Madureira, que têm um jogo a mais. O time de Cabo Frio é o lanterna do Grupo A sem pontuar após três rodadas.