Rafael Nadal manteve vivas as esperanças da Espanha, depois Marcel Granollers e Feliciano Lopez completaram a virada no jogo decisivo de duplas para dar aos anfitriões das finais da "nova" Copa Davis o triunfo por 2 a 1 sobre a Rússia na estreia da equipe no Grupo B, nesta terça-feira.

Granollers e Lopez derrotaram Karen Khachanov e Andrey Rublev por 6/4 e 7/6 para selar a vitória da Espanha em uma série que terminou perto das 2 horas da madrugada de terça para quarta-feira em Madri.

Antes, Nadal, o número 1 do mundo, derrotou Khachanov por 6/3 e 7/6 para empatar a série em 1 a 1, depois que Rublev havia superado Roberto Bautista-Agut por 3/6, 6/3 e 7/6 na primeira partida da série.

Embora apenas uma das partidas tenha atingido três sets, foram necessárias quase oito horas para concluir a série na quadra central da Caja Magica. A Espanha estará de novo em ação na quarta-feira contra a atual campeã Croácia, que foi derrotada na estreia pela Rússia.

No renovado formato da Copa Davis, que estreia este ano, as equipes jogam apenas dois jogos de simples e um de duplas em cada série, com os vencedores do grupo avançando para as quartas de final, juntamente com os dois melhores segundos colocados das seis chaves.

Novak Djokovic e Andy Murray farão sua primeira aparição nas finais da Davis nesta quarta-feira, quando a Sérvia enfrentará o Japão e a Grã-Bretanha terá pela frente a Holanda.

FRANÇA GANHA - Dois dias depois de conquistarem o título de duplas do ATP Finals, Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut garantiram à França uma vitória na Davis ao superarem os japoneses Ben McLachlan e Yasutaka Uchiyama por 6/7, 6/4 e 7/5, desempatando a série, pelo Grupo A, para 2 a 1.

Herbert e Mahut não perderam um único set em cinco partidas no ATP Finals, mas dessa vez precisaram de uma virada. As equipes estavam empatadas depois que Jo-Wilfried Tsonga passou por Uchiyama por 6/2 e 6/1 e Yoshihito Nishioka derrotou Gael Monfils por 7/5 e 6/2.

ARGENTINA PASSEIA - A Argentina bateu confortavelmente o Chile por 3 a 0 no Grupo C, com Guido Pella vencendo Nicolas Jarry por 6/4 e 6/3, e Diego Schwartzman derrotando Cristian Garin por duplo 6/2. A série já estava decidida, mas Maximo Gonzalez e Leonardo Mayer ainda superaram Jarry e Hans Podlipnik-Castillo por 6/3 e 7/5 no duelo de duplas.

CASAQUISTÃO GANHA - O Casaquistão também precisou da partida de duplas para vencer a Holanda por 2 a 1. O triunfo no Grupo E ocorreu depois que Mikhail Kukushkin e Alexander Bublik derrotaram Robin Haase e Jean-Julien Rojer por 6/4 e 7/6. Kukushkin havia vencido Botic van de Zandschulp por duplo 6/2, enquanto Haase derrotou Bublik por 7/5, 3/6 e 7/6.

EUA PERDEM - Os Estados Unidos perderam para o Canadá pela primeira vez na Copa Davis depois de Vasek Pospisil vencer Reilly Opelka por duplo 7/6, e de Denis Shapovalov derrotar Taylor Fritz por 7/6 e 6/3. Os EUA haviam vencido todos os 15 confrontos anteriores com os canadenses, embora o último tivesse ocorrido em 1965.

AUSTRÁLIA NA FRENTE - A Austrália venceu a Colômbia com o triunfos de Nick Kyrgios por duplo 6/4 sobre Alejandro Gonzalez e de Alex de Minaur fazer 6/4 e 6/3 sobre Daniel Elahi Galán. A Colômbia já havia perdido para a Bélgica na segunda-feira, em sua estreia no Grupo D.