A seleção brasileira masculina de vôlei encerrou de forma vitoriosa neste sábado uma série de quatro amistosos contra a Argentina, em preparação para o restante da temporada. No lotado ginásio do Taquaral, em Campinas (SP), o técnico Renan Dal Zotto resolveu escalar vários reservas, mas mesmo assim o time nacional ganhou de virada por 3 sets a 1 - com parciais de 23/25, 25/17, 25/23 e 27/25.

Este foi o quarto jogo de uma série amistosa entre as duas seleções, que disputarão no mês que vem o Sul-Americano, no Chile, competição em que o Brasil só não foi campeão em 1964, quando sequer participou do evento. Depois, em outubro, acontecerá a Copa do Mundo, no Japão. No placar geral, 3 a 1 para os brasileiros, com duas vitórias em Campinas e uma em El Calafate, em solo argentino, na semana passada.

O time que entrou em quadra neste sábado não contou com o levantador Bruninho, o central Thales e o ponteiro Lucarelli, dando opção para rodar mais o elenco. No início, a seleção sofreu um pouco, mas conseguiu, aos poucos, entrar na partida. Bruninho entrou em alguns momentos da partida, enquanto que Lucarelli foi para o jogo apenas no início do quarto set. O cubano naturalizado brasileiro Leal, que fez aniversário neste sábado, foi para o jogo nos últimos pontos da quarta parcial.

Nesta temporada, a seleção masculina ficou na quarta posição da Liga das Nações, além de ter conquistado a vaga olímpica com uma vitória emocionante no último jogo do Pré-Olímpico contra a Bulgária, na casa do adversário. A equipe B disputou os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, e ficou com o bronze.

Para estas duas últimas competições em 2019, Renan Dal Zotto chamou mais quatro jogadores: o levantador Carísio, os centrais Lucão e Cledenilson e o ponteiro Hugo. Lucão volta à seleção após se recuperar de lesão - não defendia a equipe desde o Pré-Olímpico. Eles vão se apresentar nesta terça-feira, no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ).