A demanda por crédito subiu em fevereiro em todas as bases de comparação, conforme a Boa Vista. No segundo mês do ano em relação a janeiro, o índice já dessazonalizado mostrou alta de 0,6%. No confronto com fevereiro de 2019, sem ajuste, o crescimento foi de 1,8%. No acumulado em 12 meses, por sua vez, a expansão foi de 2,7%. No entanto, vale ressaltar que os dados ainda não levam em consideração os efeitos do novo coronavírus.

Mais uma vez, a alta registrada em fevereiro ante janeiro foi puxada pelo maior crescimento no segmento não financeiro. "Portanto, com as adversidades provocadas pela pandemia, espera-se uma piora nas perspectivas sobre o consumo e o mercado de trabalho nos próximos meses, fatores que podem afetar negativamente a demanda por crédito nesse período", alerta a nota.

O crescimento da procura por crédito em fevereiro foi o segundo consecutivo. De acordo com a Boa Vista, a trajetória de elevação do indicador mostra certa estabilidade ao longo dos últimos meses. Esse movimento, explica, reflete ainda o tímido crescimento da economia e o mercado de trabalho fragilizado por elevadas taxas de desocupação e subutilização da mão de obra.