As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta segunda-feira, 3, com recuperação nos mercados de ações americanos depois da forte queda no pregão da última sexta-feira, em meio ao temor de que o surto de coronavírus impacte a economia mundial. Apesar do avanço do novo vírus que tem como epicentro Wuhan permanecer no radar, investidores se mostraram menos cautelosos. O mercado também recebeu estímulos de indicadores da economia americana que apresentaram números positivos, como o índice da atividade industrial e o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria dos Estados Unidos, além da expectativa para resultados corporativos com balanço da Alphabet (Google) agendada para o dia.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,51%, a 28.399,81 pontos, o Nasdaq subiu 1,34%, a 9.273,40 pontos e a S&P 500 avançou 0,73%, a 3.248.92 pontos. Destaque para ações da Tesla, que subiram 19,89%, com analistas aumentando o valor das ações após a fabricante de carros elétricos informar recorde de entregas no quarto trimestre de 2019 e que planeja entregar mais carros em todo o mundo em 2020. As ações da Alphabet também subiram 3,48%, antes do resultado de seu balanço corporativo divulgado após o fechamento do mercado.

O mercado acionário americano já ensaiava alta nos minutos iniciais do pregão de hoje, neste primeiro dia de retorno dos mercados acionários na Ásia, após o feriado estendido do ano-novo lunar. Em meio ao derretimento das bolsas asiáticas hoje, o Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) comunicou uma injeção de 1,2 trilhão de yuans no sistema financeiro e reduziu juro em 0,1 ponto porcentual para operações de recompra reversas para 7 e 14 dias.

No cenário local, os investidores acompanharam indicadores da economia dos EUA. O índice de gerentes de compras da indústria americana, elaborado pela IHS Markit, subiu em relação à preliminar, para 51,9 na leitura final de janeiro, embora tenha recuado ante os 52,4 do mês anterior. Após a divulgação do indicador, as bolsas de Nova York renovaram máximas no dia.

A Pantheon afirma, em relatório enviado a clientes, que "a redução de alíquota em tarifas sobre uma variedade de produtos chineses", a partir de 1º de setembro, "parece ter puxado os gastos do terceiro trimestre para o quarto".

Ainda no mercado americano, investidores acompanharam a divulgação do índice de atividade industrial, elaborado pelo Instituto para Gestão da Oferta (ISM, na sigla em inglês) que avançou de 47,8 em dezembro a 50,9 em janeiro. Mais tarde, no entanto, o ISM retirou de seu site os números publicados e informou em nota que o indicador permanece em 50,9, mas que a leitura dos dados está sendo atualizada para posterior divulgação.

Contato: marcela.guimaraes@estadao.com