O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, voltou a evitar a imprensa na tarde desta segunda-feira, 26, no Rio de Janeiro. Após a visita pela manhã ao Arquivo Nacional, Moro foi à Superintendência da Polícia Federal, pivô da crise entre o presidente Jair Bolsonaro e a corporação. Não foi informado o motivo da ida. Ele saiu de carro com forte esquema de segurança e não parou para falar com os jornalistas.

No último fim de semana, Bolsonaro fez mais um gesto que aponta para uma crise na relação com o ministro. Ao responder um comentário em sua página no Facebook que pedia para ele "cuidar bem" de Moro, o presidente disse que o então juiz federal não era um aliado durante a campanha.