O prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), foi flagrado em um restaurante, em Montevidéu, capital do Uruguai, no último domingo, 7, durante a vigência de um afastamento médico da prefeitura para tratar da saúde. O atestado médico apresentado a uma comissão processante da Câmara que pretendia ouvir o chefe do Executivo recomendava o afastamento das atividades e repouso. Crespo foi fotografado ao lado da primeira-dama Lilian Crespo, no balcão do restaurante. A autora da foto, moradora da cidade, denunciou o fato à Câmara. O prefeito alega que não houve irregularidade.

O prefeito José Crespo entrou de licença médica no dia 3 de julho. O atestado, assinado por um médico da capital, determinava repouso por 14 dias. Em razão do atestado médico, Crespo deixou de comparecer à sua oitiva por uma comissão processante da Câmara que o investiga por supostas infrações político-administrativas. Uma ex-servidora comissionada teria recebido pagamento por trabalhos voluntários. A comissão decidiu pedir explicações ao prefeito sobre sua estada em Montevidéu.

A prefeitura de Sorocaba informou que o advogado do prefeito protocolou na Câmara uma licença médica de 14 dias, dentro do que estabelece a Lei Orgânica do Município, e que não se manifestaria sobre "questões pessoais".

Em nota à reportagem, Crespo admitiu ter viajado com a esposa para o Uruguai, mesmo estando em recuperação de uma cirurgia na próstata. "Em razão de incômodos pós-operatórios (próstata), o médico determinou meu afastamento das atividades normais de gabinete e repouso, o que estou cumprindo. Viagens, desde que mantidos esses cuidados, não estão proibidas", disse.