Por unanimidade, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta terça-feira, 6, o início da execução da pena do deputado federal Nilton Capixaba (PTB-RO), condenado a 6 anos, 10 meses e 6 dias de reclusão em regime inicial semiaberto pelo crime de corrupção passiva.

O parlamentar foi condenado por integrar a "Máfia dos Sanguessugas", que desviava recursos de emendas parlamentares voltadas para a compra de ambulâncias para atender municípios.

Na sessão da tarde desta terça-feira, a Segunda Turma rejeitou um recurso de Nilton Capixaba que questionava a dosimetria da pena. O Ministério Público Federal (MPF) já havia defendido a rejeição do recurso e o início do cumprimento da pena.

Procurado pela reportagem, o gabinete do parlamentar não havia se manifestado até a publicação deste texto.