Lançado pré-candidato à Presidência da República mês passado pelo PSC, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, afirmou nesta quarta-feira, 6, que, embora tenha tudo para suscitar dúvidas, o ano eleitoral de 2018 poderá resultar em "novas certezas".

Apesar do lançamento feito em convenção pelo PSC, Rabello tem evitado assumir publicamente a candidatura. O convite inicial foi feito pelo presidente do PSC, Pastor Everaldo, ainda no primeiro semestre, antes de Rabello ser indicado à presidência do BNDES pelo presidente Michel Temer.

"O ano eleitoral tem tudo para, de um lado suscitar dúvidas, incertas, mas gostaria de argumentar que resultará em novas certezas", afirmou Rabello, em palestra a uma plateia de empresários no Encontro Brasil-França, na Federação das Indústrias do Rio (Firjan). "E tem todas as chances de serem certezas positivas", completou o executivo, frisando que isso poderá acontecer independentemente dos candidatos à frente da disputa.

Para Rabello, o Brasil sempre saiu razoavelmente bem das escolhas eleitorais que fez. O presidente do BNDES tratou do cenário eleitoral no início da palestra. Antes de começar a falar sobre política econômica, disse que teria "muito pouco a comentar" sobre "quem" em relação às eleições de 2018, mas teria muito a falar "sobre o que", referindo-se a reformas.