O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) estabeleceu no Plano de Logística Sustentável várias metas para o uso eficiente de insumos e materiais entre 2016 e 2020. O PLS-JF3R foi publicado pela Resolução 45, de 09 de setembro de 2016, com o objetivo de promover um modelo de gestão que gere economia de recursos materiais, além de sustentabilidade econômica e social.

Entre as metas alcançadas em 2016, o TRF3 reduziu o gasto de garrafas de água mineral em quase 65% e de papel e impressão em mais de 5,5%. Também economizou 32% com telefonia fixa e 18% com energia elétrica.

Os resultados só foram possíveis devido à ampla participação de servidores e magistrados. No ano passado, o tribunal aumentou em 1.000% as ações de capacitação relacionadas à sustentabilidade e promoveu diversas campanhas de conscientização ambiental.

Além disso, cortou as linhas telefônicas menos utilizadas, limitou os horários de uso de ar condicionado e, durante a realização de cursos e reuniões, passou a servir água em jarras de vidro em vez de garrafas plásticas. Também elaborou um Manual de Licitações Sustentáveis, intensificou a coleta seletiva e se esforçou em promover o descarte correto de pilhas, baterias, lâmpadas e resíduos de saúde.

Copos descartáveis
Em 2016, o TRF3 conseguiu reduzir em 4,2% o consumo de copos plásticos descartáveis, número próximo à meta de 5% estipulada pelo Plano de Logística Sustentável. O resultado é consequência de uma maior adesão de servidores e magistrados às campanhas que incentivam o uso de recipientes não descartáveis, conforme pesquisa realizada no início de 2017.

Promovida entre 13/02 e 03/03, a pesquisa recebeu 233 respostas, o que equivale a 13% do corpo funcional. Entre os que a responderam, 73% afirmaram usar recipientes duráveis para água e 62% para café.

Entre os que utilizam copos descartáveis, 54% afirmaram que consomem apenas um copo diariamente; 44%, de 2 a 5 copos; e 2% acima de 5 copos. E ainda 37% relataram que estão dispostos a trazer recipientes duráveis de casa.