O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, escreveu em seu Twitter neste sábado que é difícil imaginar uma "ratificação harmoniosa" do acordo entre a União Europeia e o Mercosul, enquanto o governo brasileiro permite a destruição da Amazônia.

"A UE está de acordo com o acordo UE-Mercosul, mas uma ratificação harmoniosa é difícil de imaginar, enquanto o governo brasileiro permite a destruição dos pulmões verdes do Planeta Terra", escreveu Tusk.

Após 20 anos de negociações, o termo de cooperação comercial entre a UE e o Mercosul foi firmado e prevê eliminar, em 15 anos, mais de 90% das tarifas praticadas hoje nas transações de mercadorias entre os dois blocos.