O espanhol Rafael Nadal sofreu um pouco para confirmar o seu favoritismo, mas venceu o argentino Diego Schwartzman por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 7/5 e 6/2, em confronto encerrado no início da madrugada desta quinta-feira, em Nova York, onde assegurou classificação às semifinais do US Open.

Atual vice-líder do ranking mundial e cabeça de chave número 2 do Grand Slam realizado nos Estados Unidos, Nadal avançou para encarar na próxima fase da competição o italiano Matteo Berrettini, que horas mais cedo superou o francês Gael Monfils por 3 sets a 2, com parciais de 3/6, 6/3, 6/2, 3/6 e 7/6 (7/5).

A outra semifinal do torneio masculino de simples, definida já na última terça-feira, vai reunir o russo Daniil Medvedev e o búlgaro Grigor Dimitrov, algoz de Roger Federer nas quartas de final. No mesmo dia, o tenista da Rússia eliminou o também suíço Stan Wawrinka. Os embates que definirão os dois finalistas estão marcados para sexta-feira.

Com o triunfo, Nadal deu um novo passo para conquistar o seu 19º título de Grand Slam e ficar a uma taça de igualar a marca histórica de Federer, recordista de troféus da série de quatro torneios mais importantes do circuito profissional, que também engloba o Aberto da Austrália, Roland Garros e Wimbledon.

O tenista espanhol precisou de 2h46min em quadra para eliminar Schwartzman, atual 21º colocado do ranking mundial, que nas oitavas de final havia surpreendido ao derrotar o alemão Alexander Zverev, sexto cabeça de chave. Desta vez, porém, ele não conseguiu superar a intensidade constante do número 2 do mundo.

Nadal começou o jogo de forma arrasadora e, com duas quebras de saque, abriu 4/0 no primeiro set. O argentino, porém, devolveu as duas quebras, confirmou os seus serviços e empatou em 4/4. O favorito, entretanto, voltou a converter um break point e fechou a parcial inicial em 6/4.

No segundo set, Schwartzman deu trabalho novamente ao espanhol e conseguiu duas quebras de saque mais uma vez, sendo uma delas quando o seu rival sacava para fechar em 6/4. Mas o vice-líder da ATP seguiu inabalável, converteu o seu terceiro break point na parcial no game seguinte e depois sacou para fazer 7/5.

A um set da vitória, Nadal passou a ser dominante na terceira parcial, na qual confirmou todos os seus saques sem oferecer nenhuma chance de quebra e ainda converteu um de dois break points para aplicar o 6/2 que liquidou o confronto.

FEMININO - Também na programação noturna desta quarta-feira no US Open, a canadense Bianca Andreescu se garantiu na semifinal do torneio de simples feminino ao bater a belga Elise Mertens por 2 sets a 1, de virada, com 3/6, 6/2 e 6/3. A sua próxima rival será a suíça Belinda Bencic, que horas mais cedo eliminou a croata Donna Vekic com parciais de 7/6 (7/5) e 6/3. A outra semifinal, definida na terça-feira, será entre a norte-americana Serena Williams e a ucraniana Elina Svitolina. Estes dois duelos que valerão vagas na decisão estão agendados para ocorrer nesta quinta em Nova York.