A nota enviada anteriormente contém um erro no primeiro parágrafo. A corrida de Gateway pertence ao calendário da Fórmula Indy, e não da Fórmula 1, como registrado. Segue a versão corrigida:

Em uma corrida maluca, caótica, com disputas acirradas e decidida no final, o japonês Takuma Sato alcançou uma redenção improvável na madrugada deste domingo depois de fazer uma largada ruim, mas reagir, segurar os rivais e vencer a etapa de Gateway da Fórmula Indy, deixando o campeonato em aberto.

Sato foi parar na 20ª posição depois de uma largada conturbada, mas conseguiu se recuperar e voltar de vez para a corrida ao aproveitar uma bandeira amarela causada pelo francês Sébastien Bourdais. O piloto da Rahal Letterman Lanigan segurou o ímpeto do norte-americano Ed Carpenter na reta final e triunfou pela segunda vez na temporada. A diferença entre eles foi de meio carro quando cruzaram a linha de chegada.

"Esta vitória é tão especial. Foi muito emocionante. Me deu impulso inacreditável no campeonato", celebrou o japonês, que classificou o triunfo como o mais "gratificante" de sua carreira.

A vitória na etapa de Gateway significa uma redenção a Sato pois o piloto japonês foi muito criticado na corrida anterior, a etapa de Pocono, por ter causado, com uma manobra controversa, um incidente polêmico na primeira volta.

O dia também foi muito especial para Tony Kanaan. O brasileiro terminou na terceira posição e voltou a subir no pódio depois de mais dois anos. A última vez havia sido na etapa do Texas, em julho de 2017, quando fechou em segundo. Na etapa de Gateway, Kanaan chegou a ficar na segunda posição, mas foi superado por Carpenter nos giros finais.

Foi o melhor resultado do brasileiro pela Foyt desde sua entrada na equipe, em 2018. "Queria a vitória, fiz algumas boas relargadas. Estou muito feliz, muito feliz pelo time, feliz por calar alguns dos críticos. É isso. Eu acho que quando passo por tempos difíceis, eu tenho desempenho melhores", disse o piloto brasileiro, em tom de desabafo.

O norte-americano Santino Ferruci foi o quarto colocado e Simon Pagenaud chegou na quinta colocação. Apesar de não conquistar um resultado tão expressivo, o francês subiu para a vice-liderança na classificação geral, atrás somente do norte-americano Josef Newgarden, que fechou a prova no sétimo posto e soma 563 pontos, 38 a mais que seu companheiro de Penske.

Conor Daly ficou entre os dois na prova e terminou em sexto. Os norte-americanos Ryan Hunter-Reay, Colton Herta e Marco Andretti fecharam o Top 10. Alexander Rossi teve problemas e chegou apenas na modesta 13ª colocação em Madison. Ele tem 517 pontos e se manteve no terceiro posto na classificação geral. Tony Kanaan, com seu primeiro pódio neste ano, foi para o 15º lugar, com 258 pontos. O veterano tem 47 a mais que o parceiro Matheus Leist, que apareceu na 19º.

Os pilotos da Fórmula Indy voltam a acelerar no próximo final de semana, para a etapa de Portland, a penúltima da temporada.