Ainda não foi dessa vez que o Avaí conquistou a primeira vitória no seu retorno à elite do Campeonato Brasileiro. Na noite deste domingo, o time catarinense decepcionou os mais de cinco mil torcedores que foram até a Ressacada ao empatar sem gols com o Goiás, pela 11.ª rodada.

Com apenas cinco pontos, o Avaí amarga a lanterna e tem cinco a menos que o Cruzeiro, primeiro fora da zona de rebaixamento. Já o Goiás chegou aos 16 e é o oitavo colocado, mas tem dez jogos disputados e ainda tem uma partida adiada contra o Corinthians a realizar.

Mesmo jogando fora de casa, o Goiás iniciou a partida em cima do Avaí e criou a primeira oportunidade aos oito minutos. Michael recebeu dentro da área e, quase sem ângulo, soltou a bomba assustando Vladimir. A bola passou próxima ao travessão.

O jogo era concentrado no meio-campo e com os dois times encontrando dificuldades para criar por conta do último passe. Quando conseguiu, o Goiás assustou. Daniel Guedes tabelou com Giovanni Augusto, invadiu a área e cruzou em cima da marcação.

A resposta do Avaí veio em chute de Gustavo Ferrareis, espalmado por Tadeu. Aos 41 minutos, Michael aproveitou sobra e bateu de primeira para defesa segura de Vladimir. A partida ficou aberta nos minutos finais e os donos da casa tiveram uma boa oportunidade.

Lourenço bateu cruzado e Tadeu espalmou. A bola ficou com Gustavo Ferrareis, que finalizou em cima da marcação. Quase o primeiro gol. Na sequência, os jogadores do Avaí reclamaram de um pênalti não marcado. O VAR, porém, ao ser consultado, não considerou este lance uma penalidade.

Não satisfeito com a atuação do Goiás, o técnico Claudinei Oliveira realizou duas alterações antes dos 15 minutos do segundo tempo: Marlone e Léo Sena entraram nos lugares de Giovanni Augusto e Yago Felipe, respectivamente.

Aos 18 minutos, Pedro Castro recebeu cruzamento rasteiro na marca do pênalti, mas pegou muito mal e desperdiçou uma boa oportunidade. Na sequência, Brenner recebeu de Gustavo Ferrareis e finalizou de primeira. Tadeu estava bem posicionado e segurou firme.

As alterações de Claudinei Oliveira não surtiram efeito e o Avaí era superior ao Goiás. Aos 41 minutos, Lourenço soltou a bomba em cobrança de falta e Tadeu mandou para escanteio. No último lance do jogo, o time catarinense teve uma falta quase dentro da área, mas Lourenço acertou a barreira.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo, pela 12.ª rodada. O Avaí enfrenta o Santos, às 16 horas, na Vila Belmiro, enquanto o Goiás recebe o Atlético-MG, às 19 horas, no Serra Dourada, em Goiânia.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 0 X 0 GOIÁS

AVAÍ - Vladimir; Léo (Daniel Amorim), Betão, Ricardo e Igor Fernandes; Pedro Castro, Julinho (Richard Franco) e Douglas (Luan Pereira); Gustavo Ferrareis, Lourenço e Brenner. Técnico: Alberto Valentim.

GOIÁS - Tadeu; Daniel Guedes, Yago, Vaz e Jefferson; Geovane, Yago Felipe (Léo Sena) e Giovanni Augusto (Marlone); Michael, Kayke (Júnior Brandão) e Renatinho. Técnico: Claudinei Oliveira.

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (PR).

CARTÕES AMARELOS - Vladimir, Brenner e Luan Pereira (Avaí); Giovanni Augusto e Jefferson (Goiás).

RENDA - R$ 93.936,00.

PÚBLICO - 5.497 torcedores.

LOCAL - Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).