Após obstrução da oposição e uma paralisação informal da reunião da comissão especial que analisa o novo marco do saneamento para uma conversa reservada entre os parlamentares, os deputados se encaminham para fechar acordo para que o deputado Geninho Zuliani (DEM-SP) faça a leitura de seu relatório ainda nesta quarta-feira (09), com a retirada da obstrução pela oposição. Diferente do previsto pelo deputado, no entanto, a votação não deve ocorrer na próxima semana.

De acordo com o presidente da Comissão, Evair de Melo (PP-ES), o acordo é para que o início do processo de votação ocorra no dia 23, e a votação de fato seja encerrada somente no dia 30. Deputados da oposição pediram para deixar claro nesse acordo que a deliberação sobre o relatório não deverá ocorrer antes do dia 30, com garantia de obstrução no dia 23. Já no dia 15 ou 16 seria realizado um seminário sobre saneamento em Brasília.

"É preciso haver garantia de que a votação não ocorra antes do dia 30, com garantia de obstrução no dia 23", disse o deputado Glauber Braga (PSOL). Geninho garantiu que a votação seria então iniciada e finalizada no dia 30.