As bolsas de Nova York encerraram o pregão desta terça-feira em queda, com a aversão a risco renovada em meio a investidores considerando a possibilidade de uma recessão. A interpretação se dá diante do aprofundamento da inversão da curva de juros dos Treasuries de 2 e 10 anos.

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,47%, aos 25.777,90 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 0,32%, para 2.869,19 pontos, e o Nasdaq, 0,34%, aos 7.826,95 pontos.

Os mercados internacionais reagiram de maneira pessimista ao aprofundamento da inversão da curva de juros entre os títulos públicos americanos de 2 e 10 anos, fator considerado como um indicador de eventual recessão mais adiante nos EUA. Com isso, investidores fugiram de ativos de risco, como as ações.

Os principais índices acionários americanos até iniciaram o pregão em alta, diante da percepção de que as relações sino-americanas caminham no sentido de um acordo, mas isso foi revertido ao longo do pregão. As bolsas nova-iorquinas chegaram a ensaiar um retorno ao campo positivo ao fim do dia, sem força suficiente, contudo, para fechar com ganhos.

Ao mesmo tempo, o Conference Board divulgou índice de confiança do consumidor americano acima do esperado. "Os consumidores permanecem otimistas, com perspectivas confiantes, alimentadas por um dos mercados de trabalho mais fortes da história", diz Chris Rupkey, diretor-geral do MUFG.

O fato reforça as expectativas de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) pode não se dispor a seguir com cortes na taxa básica de juros dos Estados Unidos, o que é desejado por investidores do mercado acionário.

Com a aversão ao risco renovada nesta terça-feira, investidores migraram para ativos seguros, como os Treasuries, pressionando os retornos. Diante disso, os bancos lideraram as perdas, com o subíndice financeiro do S&P 500 recuando 0,70%. O Citigroup cedeu 1,69%, enquanto o Bank of America caiu 1,16% e o JPMorgan, 1,06%.

Entre empresas do setor de tecnologia, não houve movimento uniforme: a Apple recuou 1,13%, enquanto a Microsoft avançou 0,21% e a Intel, 0,50%.