Depois de praticamente duas décadas de negociações, o governo brasileiro conseguiu grande avanço nas negociações, ao lado da Argentina, com a União Europeia. Segundo fonte credenciada do governo Bolsonaro que participa das conversas, um acordo deve ser anunciado no máximo em 30 dias. Os ministérios da Economia, de Relações Exteriores e Agricultura já deram seu OK. A informação foi publicada na coluna Direto da Fonte de Sonia Racy.

Há ainda, no entanto, um empecilho a ser contornado: a gritaria dos produtores de vinho argentinos e brasileiros, que resistem bravamente a aceitar um prazo de abertura comercial gradativo de 15 anos.

A conversa geral entre brasileiros e argentinos, membros do Mercosul, com os europeus vem desde 1999, mas teve um período de paralisia entre 2004 e 2010. Num encontro de cúpula do Mercosul em Caracas, em 2014, chegou a ser aprovada uma versão praticamente definitiva do acordo entre as duas partes, da qual resta definir alguns detalhes..