O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, informou nesta terça-feira, 14, um dia após a divulgação dos resultados da empresa no terceiro trimestre, que em 2017 o investimento da empresa deverá cair para cerca de R$ 5 bilhões, contra os R$ 8,5 bilhões feitos em 2016.

Segundo Ferreira, é normal para uma empresa que está passando por uma reestruturação reduzir os investimentos, o que fez assim que chegou à companhia, há uma ano e dois meses.

Dentre as medidas que o executivo está tomando para entregar uma empresa mais enxuta ao mercado, Ferreira destacou que, pela primeira vez, a Eletrobras vai ter um sistema de gestão integrado nas áreas administrativa, financeira e de recursos humanos.

"Até junho de 2018, toda a Eletrobras terá o mesmo sistema de gestão", disse a jornalistas durante coletiva para falar do balanço da companhia no terceiro trimestre, período em que a estatal obteve lucro de R$ 550 milhões, 37% a menos do que no mesmo período de 2016.

Dividendos

A Eletrobras vai pagar dividendos, referentes ao exercício de 2017, para os acionistas preferenciais (PNB) e, em assembleia em abril de 2018, deliberar para o pagamento de dividendos aos acionistas ordinários (ON), disse Ferreira Júnior.

Segundo ele, a companhia chegará ao final o ano com lucro, depois de ter registrado, no acumulado dos nove primeiros meses de 2017, ganho líquido de R$ 2,272 bilhões, contra lucro de R$ 9,771 bilhões do ano anterior.