O Banco Central informou nesta terça-feira, 14, por meio de nota, a assinatura do termo de adesão ao Código Global de Câmbio (FX Global Code). Com isso, a instituição reconheceu o código como um "conjunto de princípios de boas práticas para o mercado de câmbio". Além disso, o BC se comprometeu a "adotar tais princípios nos procedimentos e rotinas internos da instituição relacionados a este mercado".

O BC pontuou ainda que o FX Global Code é resultado de dois anos de trabalho do Foreign Exchange Working Group (FXWG), grupo de trabalho constituído pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS). "O BC participou desde o princípio na elaboração do código como membro do FXWG, juntamente com outros quinze bancos centrais, além de representantes do setor privado", informou a instituição.

De acordo com o BC, o código estabelece princípios a serem observados com respeito à ética, à governança, à execução, ao compartilhamento de informações, ao gerenciamento de risco e compliance e aos processos de confirmação e liquidação. "Como membro do Comitê Consultivo do Mercado de Câmbio do Brasil (CCMCB), o BC espera que sua adesão encoraje outros participantes do mercado de câmbio brasileiro a aderirem ao Código", registrou a instituição em nota.

O diretor de Política Monetária do Banco Central, Reinaldo Le Grazie, está em Londres nesta terça para participar de reunião do Global Foreign Exchange Committee (GFXC), entidade responsável pela atualização do código.